PESQUISAR


BLOGS TEMÁTICOS


REDIGINDO MENSAGENS PARA SITES, BLOGS E REDES SOCIAIS


Por Marco Sousa

Alguns cuidados que o obreiro deve observar:

1 - Redigir o texto com a máxima clareza.

2 - Nunca usar palavras das quais desconhece o significado.

3 - Lembre-se o seu texto deve ser corrigido (lido e relido por outra pessoa) cerca de 5 vezes antes de postar. Se puder fazê-lo mais vezes, a qualidade final do texto será inquestionável.  Quanto mais erros forem apontados, melhor ficará o seu texto.

4 - Consulte o dicionário online do computador enquanto escreve, afinal se os melhores escritores trabalham com o dicionário aberto, não pense que você produzirá alguma coisa boa, de acordo com a norma culta da língua portuguesa, sem o uso das ferramentas adequadas. Não tenha vergonha de consultar outras pessoas.

5 - Evite falar de assuntos polêmicos, dos quais não tenha domínio. Para falar de determinados assuntos é necessário conhecer as principais vertentes teológicas contrárias ou favoráveis dentro do tema proposto.

6 - Mais do que você pensa, as pessoas têm sede da presença de Deus: assim sites de conteúdo religioso possuem um público cativo, assim o blogueiro irá deparar com pessoas de todas as culturas, estudantes, teólogos, escritores, professores, gestores e outros. Portanto, o conteúdo redigido deve ser claro, tanto para um camponês (quase leigo) que porventura possa acessar o conteúdo, quanto para o mais culto e catedrático leitor.

Como criar textos que agradem a ambos?

Aprenda com os telejornais, que geralmente passam no horário do jantar (depois do culto pra ser mais exato). Note que a linguagem utilizada está dentro da norma culta da língua portuguesa, porém, usam-se as palavras mais simples que se conhece para expressar as ideias. Assim a transmissão da noticia trará um entendimento nivelado, que será bem entendido por qualquer espectador, seja um reitor de universidade ou um camponês com pouca leitura. E você pode crer: Ambos ligarão a TV no dia seguinte, no mesmo horário, pois entendem muito bem aquilo que se fala no referido telejornal.

Se o telejornal fosse transmitido com um linguajar rebuscado, com certeza, daria prejuízos à rede de TV, e aqui para nós: Acredito que nenhum camponês (por motivos óbvios) e muito menos um reitor de universidade suportariam a “chatice” que seria o tal jornal. O reitor não suportaria por um motivo mais peculiar: Toda universidade, como diz o nome, prega a universidade da informação!

Pense nisso e que DEUS nos abençoe!