PESQUISAR


BLOGS TEMÁTICOS


A EFICÁCIA DA PALAVRA

POR DANIEL SANTOS

"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá." Efésios 5:14

Num cálculo nada cristão, os "cristãos" da época de  Aurelius Augustinus  diferiam a recepção do "sacramento" se possível fosse, para a hora da morte. Gozavam assim; pensavam eles em ter dupla vantagem: podiam divertir-se à vontade até ao fim, e chegado este, tinham assegurada a salvação pelo batismo; assim todos os pecados e suas sequelas eram apagadas; vida livre, sem peias, sem refreamento, com a bem aventurança garantida. Estes eram os tempos do menino Agostinho de Tagaste/ Argélia.

Desvios, erros teológicos sempre existiram no meio da igreja; eram eles que impulsionavam os crentes a buscarem a ortodoxia "pura".

No caso da igreja de Éfeso; tratando-se de uma cidade grega (pagã), seria natural que a mente dessa igreja tenha sofrido influências do helenismo.

Sabendo disso, Paulo deixa bem claro que só a água da palavra tem o poder de transformar vidas: "Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra," Efésios 5:26
A palavra que o apóstolo está se referindo é a Revelação de Jesus na letra!

"Visto que a Revelação não anula a letra, e sim vivifica-a"

"Por isso diz: Desperta, tu que dormes"
Não temos o novo nascimento como garantia de vida eterna;  o ato salvífico consiste em uma caminhada sólida nutrida de um relacionamento intenso com Deus através do sEu Espírito Santo. Foi para este propósito que o apóstolo declama com tanta veemência a necessidade de estarmos atentos a revelação da palavra, ou seja, a água que lava o interior do homem.
A revelação da palavra acorda o crente purificando-o de toda a impureza.

"E levanta-te dentre os mortos"
A palavra ungida pelo Espírito nos livra do morticínio literário que permeia os púlpitos eclesiásticos; a palavra é lâmpada para os pés...

"Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta." Efésios 5:13.
  
"E Cristo te esclarecerá"
"...ninguém pode dizer que Jesus é o SENHOR, senão pelo Espírito Santo." 1 Coríntios 12:3
Não há pregação se Jesus não for o Pregador; Cristocêntrismo bíblico é a viga mestra do ministrante.
  

"Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor." Efésios 5:17

Referências: Cidade de Deus pág/16 - Santo Agostinho - FUNDAÇÃO CALOUSTF GUI.BENKIAN - 1996